segunda-feira, 30 de março de 2009

Magalhães... again

COMPUTADOR MAGALHÃES NÃO AGRADA A ESTUDANTES CABO-VERDIANOS


Definitivamente, o Magalhães está condenado ao fracasso, apesar do envolvimento pessoal de Sócrates na sua campanha comercial e agora também de José Maria Neves e do seu governo. Em Portugal foi um fracasso. A maior empresa nacional na venda de equipamentos informáticos acaba de anunciar que vai deixar de importar o Magalhães porque os estudantes cabo-verdianos não o querem. Preferem gastar mais e ter um portátil a sério


http://liberal.sapo.cv/index.asp?idEdicao=64&id=22793&idSeccao=520&Action=noticia



Que dizer? Afinal os caboverdianos são pessoas inteligentes, alguém pensava o contrário???

sábado, 28 de março de 2009

Freeport - até quando ignorar??? - uma ópera bufa

No Daily Mail online

Edward and Sophie, Portugal's PM... and a £4m corruption row over giant shopping mall built by British firm

http://www.dailymail.co.uk/news/article-1133106/Edward-Sophie-Portugals-PM--4m-corruption-row-giant-mall-built-British-firm.html


Esta notícia, após tantas outras , sugere-me perguntar: 1) e agora, vai toda a gente, em especial, os investigadores, continuar a fazer de conta que nada se passa?

2) e agora, o sr. PM vai continuar a levar processar os órgãos de comunicação social, também o Daily Mail???

Estas e mais perguntas sistematizadas por Mário Crespo no JN:

http://jn.sapo.pt/Opiniao/default.aspx?opiniao=M%E1rio%20Crespo

Perguntas
00h00m
Porque é que o cidadão José Sócrates ainda não foi constituído arguido no processo Freeport? Porque é que Charles Smith e Manuel Pedro foram constituídos arguidos e José Sócrates não foi? Como é que, estando o epicentro de todo o caso situado num despacho de aprovação exarado no Ministério de Sócrates, ainda ninguém desse Ministério foi constituído arguido? Como é que, havendo suspeitas de irregularidades num Ministério tutelado por José Sócrates, ele não está sequer a ser objecto de investigação? Com que fundamento é que o procurador-geral da República passa atestados públicos de inocência ao primeiro-ministro? Como é que pode garantir essa inocência se o primeiro-ministro não foi nem está a ser investigado? Como é possível não ser necessário investigar José Sócrates se as dúvidas se centram em áreas da sua responsabilidade directa? Como é possível não o investigar face a todos os indícios já conhecidos? Que pressões estão a ser feitas sobre os magistrados do Ministério Público que trabalham no caso Freeport? A quem é que o presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público se está a referir? Se, como dizem, o estatuto de arguido protege quem o recebe, porque é José Sócrates não é objecto dessa protecção institucional? Será que face ao conjunto de elementos insofismáveis e já públicos qualquer outro cidadão não teria já sido constituído arguido? Haverá duas justiças? Será que qualquer outro cidadão não estaria já a ser investigado? Como é que as embaixadas em Lisboa estarão a informar os seus governos sobre o caso Freeport? O que é que dirão do primeiro-ministro de Portugal? O que é que dirão da justiça em Portugal? O que é que estarão a dizer de Portugal? Que efeito estará tudo isto a ter na respeitabilidade do país? Que efeitos terá um Primeiro-ministro na situação de José Sócrates no rating de confiança financeira da República Portuguesa? Quantos pontos a mais de juros é que nos estão a cobrar devido à desconfiança que isto inspira lá fora? E cá dentro também? Que efeitos terá um caso como o Freeport na auto-estima dos portugueses? Quanto é que nos vai custar o caso Freeport? Será que havia ambiente para serem trocados favores por dinheiros no Ministério que José Sócrates tutelou? Se não havia, porque é que José Sócrates, como a lei o prevê, não se constitui assistente no processo Freeport para, com o seu conhecimento único dos factos, ajudar o Ministério Público a levar a investigação a bom termo? Como é que a TVI conseguiu a gravação da conversa sobre o Freeport? Quem é que no Reino Unido está tão ultrajado e zangado com Sócrates para a divulgar? E em Portugal, porque é que a Procuradoria-Geral da República ignorou a gravação quando lhe foi apresentada? E o que é que vai fazer agora que o registo é público? Porque é que o presidente da República não se pronuncia sobre isto? Nem convoca o Conselho de Estado? Como é que, a meio de um processo de investigação jornalística, a ERC se atreve a admoestar a informação da TVI anunciando que a tem sob olho? Será que José Sócrates entendeu que a imensa vaia que levou no CCB na sexta à noite não foi só por ter feito atrasar meia hora o início da ópera?

Nota: O Director de Informação da Antena 1 fez publicar neste jornal uma resposta à minha crítica ao anúncio contra as manifestações sindicais que a estação pública transmitiu. É um direito que lhe assiste. O Direito de Resposta é o filho querido dessa mãe de todas as liberdades que é a Liberdade de Expressão. Bem-haja o jornal que tão elevadamente respeita esse valor. É uma honra escrever aqui.

Petição Pela responsabilização efectiva das famílias nos casos de absentismo, abandono e indisciplina escolar

http://www.peticao.com.pt/responsabilizacao


Adenda: às 16.42 de 29/03/2009, a petição tem já 3 279 assinaturas... a caminho das 4 000. Ainda não assinou? Se concordar, não perca tempo!

Parecer de Garcia Pereira sobre gestão escolar


Ler os excertos no blogue de Paulo Guinote http://www.educar.wordpress,com/

com início como segue




ou o parecer completo do parecer Preliminar




parecer que pouco eco teve na comunicação social...


no Público de 28/03/2008, regista-se este título pouco elucidativo...

quinta-feira, 26 de março de 2009

A pressa em "mutilar" a Língua Portuguesa

O computador Magalhães é entregue aos alunos do primeiro ciclo em regime de propriedade plena, mas alguns professores já alertaram para casos em que os portáteis podem já não estar com as crianças, e ter sido cedidos ou até vendidos.http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1370994&idCanal=58

Que é que esperavam???

e ainda:Portugal e Cabo Verde deverão iniciar a implementação do Acordo Ortográfico a 5 de Maio, embora a data seja ainda “meramente indicativa” e possa ser “alterada”, disse hoje à Agência Lusa o ministro da Cultura cabo-verdiano.http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1371020&idCanal=14


Gostava de perceber a razão desta pressa toda…Arruinaram o país; como não lhes bastasse, querem "mutilar" a Língua Portuguesa...
Não é possível pôr travão a esta gente???

quarta-feira, 25 de março de 2009

Coitadinho do povo que tem a governar tal espécie de gente

Parece que um tal de secretário de estado da educação foi à Comissão de Educação e Ciência da Assembleia da República acompanhado de um outro secretário de estado e de uma senhora de nome maria de lurdes e declarou as coisas do costume , com ameaças veladas(?) de castigos terríveis aos "coitadinhos" dos professores, transformando, desde já, os directores ( presentes ou futuros) em algozes dos seus colegas súbditos...

Mas, no final, eles lá vão à vidinha deles, depois de deixarem as escolas em polvorosa e, se não tiverem a cabecinha no lugar, uns professores contra os outros... e NINGUÉM lhes chegará NUNCA a pedir responsabilidades de espécie NENHUMA... por isso é que agem com esta leviandade, arrogância e prepotência. Caso lhes fosse pedida responsabilidade e pagassem, de alguma maneira, por estas atitudes, o caso mudava de figura. Assim, ainda hão-de ter uns bons prémios, que é que SEMPRE acontece...

L'estaca ( Lluis LLach)




Com muita admiração, um grande abraço de parabéns ao Paulo Guinote!

( letra da canção:
http://www.muitamusica.com.br/18618-betagarri/597992-l-estaca/letra/)

domingo, 22 de março de 2009

12 horas na «fábrica»






E não é que parece mesmo que o Homem não evoluiu ... nada? ... que estamos a ver homens , mulheres e crianças, nos finais do século XIX, a caminho das fábricas??? digam-lhe que é demagogia... digam...

D de desolação


Não tardaram as respostas à ideia de 12 horas de Escola: Santana Castilho explica a desorientação que vai neste ME e a desolação que ficará depois dele...

Esta Escola é uma brincadeira


Andava com as leituras dos jornais atrasaditas; pus-me então a ler notícias um tanto requentadas, mas faz sempre bem lançar em palavras o ponto da situação: a atenção prendeu-se em artigos relacionados com:





- professores prometem penalizar PS nas urnas e admitem avançar para nova manifestação ( título do "Público" de 15/3/2009 , salvo erro) : eu espero que não se esqueçam do que prometem, das humilhações que sofreram estes anos mais recentes...





- entretanto, a Ministra ( da EDucação, creio!!!) está muito receptiva a escolas abertas 12 horas por dia, proposta do seu apoiante mais fiel, apoiante que vem esclarecer algures que as 12 horas são para a brincadeira, quer dizer, que, para esta senhora e este senhor a escola é uma brincadeira pegada... não a levam a sério...



- ainda pela mesma altura, uma carta ao Director põe o dedo na ferida, mais uma vez, no que diz respeito à avaliação dos professores, mas anda tudo tão estupidamente sereno, que uma pessoa até receia que esta bonança se transforme, repentinamente em tempestade seca... apesar da reunião dos PCEs...









- Vasco Pulido Valente , no seu habitual artigo de domingo, diz o que muito boa gente pensa: muita tecnologia, mas competência... zero!












quinta-feira, 19 de março de 2009

tão competentes...

... que, afinal eles eram/foram...

Educação: Governo aprova trabalho voluntário de professores reformados nas escolas19 de Março de 2009, 15:58
Lisboa, 19 Mar (Lusa) - O Governo aprovou hoje em Conselho de Ministros um decreto-lei que abre a possibilidade aos professores reformados de realizarem trabalho voluntário nas escolas, garantindo que o normal recrutamento de docentes não será afectado por este regime.
“Estabelece-se como imperativo o pressuposto nos termos do qual o desenvolvimento das actividades de voluntariado não poderá em caso algum importar a substituição dos recursos humanos considerados necessários à prossecução das normais actividades da escola”, lê-se no comunicado do Conselho de Ministros.
http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9454802.html

terça-feira, 17 de março de 2009

Manif

sábado, 14 de Março
( era imensa, mas faltavam lá uns 100 000)

terça-feira, 10 de março de 2009

«Magalhanês»

Ortografia, sintaxe e gramática - nas instruções dos jogos do computador portátil Magalhães nada resiste às inovações do "magalhanês". Há palavras repetidamente mal escritas, outras inventadas, verbos mal conjugados, vírgulas semeadas onde calha, acentos que aparecem onde não devem e não estão onde deviam.

http://aeiou.expresso.pt/o_festival_de_asneiras_do_magalhaes=f501580

Com tanta pressa em lançar o dito computador, em festas para televisão ver, só podia dar nisto! (depressa e bem não há ninguém!) E ainda não chegou o "abençoado" Acordo Ortográfico!!!

Acordo ortográfico

( chegado por mail)





De fato, este meu ato refere-se à não aceitação deste pato com vista a assassinar a Língua Portuguesa.

Por isso ... por não aceitar este pato ... também não vou aceitar ir a esse almoço para comer um arroz de pato ...

A esta ora está úmido lá fora ... por isso, de fato lá terei de vestir um fato ...



Concordas com o modo de escrever acima exemplificado?
Se não concordares, clica na imagem que se segue e assina:

quinta-feira, 5 de março de 2009

Daqui por 30 anos...

Interessante é que já a crise ( !!!) - esta palavra até já me anda a provocar alergias e irritações inexplicáveis - andava a rondar tudo e todos e os sábios vangloriavam-se de que nunca tínhamos estado tão bem... e crise? qual crise? ninguém a cheirava, nem ao de leve... de repente, parece que chegou não se sabe de onde , que nem os grandes economistas da nossa praça a pressentiam, com toda a força e já todos, sem excepção, têm um remédio para a situação... sempre com o dinheiro dos outros... mesmo os poucos trocos que , a csto , se conseguem...agora a última ameaça, é que as reformas daqui por 30 ou 40 anos vão ser metade do último ordenado... mas esta gentinha ainda acha que estará aqui daqui a tanto tempo e a ditar leis???... e é assim que o optimismo cresce!!!... nos bolsos de uns tantos...

Mas as reformas deles, desses que tudo sabem agoiram e pregam para outros sofrerem, lá estarão inteirinhas...e reforçadas!...

Reunião com os deputados da Comissão de Educação e Ciência

«Das intervenções dos restantes colegas - o “umbiguista” Paulo Guinote (acompanhado pelos colegas Teodoro e Maria Lisboa), Octávio Gonçalves pelo PROmova (acompanhado pelo colega Pedro Areias), Jaime Pinho pelo MEP e Ilídio Trindade pelo MUP – deve destacar-se o modo firme e bem elucidativo com que denunciaram os problemas que hoje afectam a Escola Pública, deixando claro que nada melhorou na educação em Portugal, com este governo, e dando conta da resistência que muitos colegas continuam a assumir face às actuais políticas educativas, para além da denúncia das pressões e ilegalidades cometidas pelo ME relativamente ao processo de avaliação, injustiças inerentes ao diploma dos concuros para 2009 e, claro, a grande questão da provável inconstitucionalidade dos diplomas de avaliação.»

Ler na íntegra aqui:

http://apede.blogspot.com/2009/03/reuniao-com-os-deputados-da-comissao.html

http://educar.wordpress.com/2009/03/04/a-audiencia-na-comissao-de-educacao/

e mais :

http://www.scribd.com/doc/13011737/Reuniao-Com-Os-Deputados-Da-Comissao-tar-de-Educacao-e-Ciencia

domingo, 1 de março de 2009

Courbet - Opinião II

in Público , de 28 de Fevereiro de 2009

Poderia o episódio despertar a curiosidade intelectual ... mas parece que só despertou a(s) mentes(s) perversa(s)...

Ainda Courbet, Gustave - Opinião



Todos os dias, nas Tvs há imagens chocantes, já sem aviso, de guerras, acidentes, fome, desespero, mas a essas as crianças ( e adultos) já nem ligam, tal a insensibilidade que a repetição de coisa longínqua provoca… - e dirão que é demagogia! - agora um nu, considerado há 100 anos ( repete Cintra Torres, também um tanto incomodado com a exposição e Pedro Mexia , sem saber para que lado se há-de virar… para ser politicamente correcto no Público de ontem , sábado, 28 de Fevereiro, pornográfico ( teria sido mandado pintar por um aristocrata para seu bel-prazer solitário ( !!!???) , não lhes serve a estas pessoas e a estes críticos para ensinar e aprender… não, é melhor esconder… como um mistério tremendo… Para quê? Ainda não entenderam? Fruto proibido…