quarta-feira, 29 de abril de 2009

Educação - depressa e bem... ninguém!


Depressa e bem, não há ninguém, nem no que diz respeito à Educação, à implementação atamancada seja lá do que for, por muitas parangonas que se publiquem e apregoem... obrigar alguém a fazer o que simplesmente não quer, por variadíssimas razões, é andar a bater com a cabeça nas paredes... sobra sempre a batata quente para quem está nas Escolas no seu dia a dia...
... se nem sequer um juiz consegue manter o respeito na sua sala de tribunal
(Gangue desafia justiça - Calaram-se quando chegou a hora de se defender das acusações. Antes, durante a sessão, o comportamento da maior parte dos 45 arguidos foi outro: riram muito, brincaram entre eles, largaram piadas de gozo. http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Policia/Interior.aspx?content_id=1215159)
... a não ser que se eduquem assim, pelo medo :
( Inspecção-Geral de Educação acusada de incentivar "comportamentos denunciantes" http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1377325&idCanal=58)
...

segunda-feira, 27 de abril de 2009

O que faz falta

Hoje em dia quando me arrepio é porque estou na praia a torrar ao sol e me atiram água fria ou, quanto muito, porque estou a jantar e apanho uma corrente que vem por trás e... brrrrr, poem-me de pêlos em pé. E a esta distância, que é apenas a que nos separa dos nossos pais, já nao compreendo muito bem o que é arrepiar-me de medo porque fui apanhada com mais quatro amigos a conversar à noite numa praça da minha cidade, ou ser interrogada porque podia estar a falar sobre política. Eu nem ligo muito a isso. Talvez muitas vezes seja o problema. Hoje damos por certo o que o mundo nos ensinou, através de toda a sua história, que às vezes a vida dá voltas. Pensamos que o mais próximo que possamos estar de uma revoluçao é o nosso iPod a tocar Zeca Afonso ou um bando de professores a gritarem a plenos pulmoes por uma educaçao melhor, em que o único benefício que vejo é o facto de nao ir ter aulas. A força que temos é o conhecimento, a divulgaçao, a lembrança. E o que faz falta é lembrar a malta, porque nos dias de hoje andam todos estremunhados a brincarem à remela escondida.

Lembrem-se, porque podem, e antes que outros vos façam esquecer.

H. M.
( via mail, De Barcelona, )

Jose Afonso - O Que Faz Falta

sexta-feira, 24 de abril de 2009

A educação...

... do meu umbigo by Paulo Guinota , nas Caldas da Rainha

Promessas


Promessas e palavras leva-as o vento...

domingo, 19 de abril de 2009

quarta-feira, 15 de abril de 2009

sábado, 11 de abril de 2009

Reagir...




PROIBIR... até o uso das palavras: para quê? os portugueses são todos burros?

Para isto há consenso:

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1374242&idCanal=22Acordo na conferência de líderesExpressão “autista” será evitada no Parlamento 14.04.2009 - 16h10 Sofia RodriguesAs expressões “autista” e “autismo” deixarão de ser usadas na retórica parlamentar, à luz de um acordo a que chegaram hoje os líderes parlamentares, em conferência de líderes, em resposta a um apelo de um deputado do PSD.
O deputado Luís Carloto Marques, do Movimento do Partido da Terra, eleito pelas listas do PSD, alertou para o uso recorrente das palavras “autismo” e “autista” nos debates parlamentares para identificar situações de alheamento face aos problemas.

E agora digo eu:
muito gostam de PROIBIR estes deputados; então as pessoas não percebem que as palavras em questão eram usadas em sentido figurado e não configurava nenhum desrespeito pelas pessoas com esse distúrbio? Então terão que deixar de dizer que o governo está surdo, cego e mudo, em tantas questões, pelo menos nas que dizem respeito aos professores e alunos ???
É um exagero sem pés nem cabeça...
O PCE de Santa Onofre que fale, que diga de sua justiça , enquanto puder falar...que, por este e outros indícios preferem que todos estejam bem formataditos e caladitos e obedientezitos...

Notícias de Páscoa (?)

Adenda de 14/042009
Até parece que a Helena Roseta andou nas mesmas escolas que eu e pensa como eu, quanto ao ponto 2, que segue abaixo.

Notícias estranhamente (ou nem por isso) de Páscoa num país dito democrático

1)
http://clix.expresso.pt/namorada-do-primeiro-ministro-defende-o-=f508178
Namorada do Primeiro-ministro defende-o
A namorada do primeiro-ministro tem sido um dos rostos mais visíveis das críticas ao caso Freeport.

Habituada a polémicas, do aborto ao casamento homossexual, Fernanda Câncio, jornalista do "Diário de Notícias" e namorada de José Sócrates, tem-se destacado nos últimos tempos pelas críticas que faz à investigação judicial e jornalística do Freeport.
A jornalista tem utilizado todos os meios onde escreve para atacar o processo em que o primeiro-ministro se tem visto enredado. Seja em textos de opinião no "DN", no blogue onde escreve - o 'jugular' -, ou no Twitter - uma rede social que funciona como microblogue.

2)
CM: «Estado proíbe minissaias e decotes»
Funcionárias de loja do cidadão de Faro também não podem usar saltos altos, roupa interior escura e perfumes agressivos


3)
Correio da manhã
conselho científico para avaliação de professores
Ministério paga regalias
O presidente do Conselho Científico para a Avaliação de Professores (CCAP), Alexandre Ventura, passa a usufruir de subsídio de residência de 941,25 euros mensais e a ter direito a usar viatura do Estado, de acordo com dois despachos publicados quinta-feira em Diário da República.
Estas regalias acrescem à remuneração de cerca de 3700 euros por exercer cargo equiparado a director-geral, que acumula com o de professor auxiliar na Universidade de Aveiro a tempo parcial (30%). O subsídio é justificado por ter 'residência permanente em Aveiro' e o CCAP funcionar em Lisboa. Segundo o site do Ministério da Educação (ME), o CCAP só reuniu quatro vezes desde a sua nomeação em Novembro. O ME afirma que Ventura tem de dormir 'algumas noites por semana em Lisboa' porque além das reuniões há 'imenso trabalho que não se vê'. E garante que fica mais barato do que pagar hotel como até agora.
PORMENORES
COM RETROACTIVOS
O subsídio de residência tem efeitos desde 1 de Novembro de 2008, quando foi nomeado, pelo que Alexandre Ventura recebe desde já 4706,25 euros.
ÓRGÃO CONSULTIVO
O CCAP é um órgão consultivo do Ministério, cuja missão é acompanhar a avaliação de docentes.



terça-feira, 7 de abril de 2009

Encontro na Póvoa de Varzim






































Encontro
Tempo de ouvir

tempo de falar

tempo de chegar atrasado

tempo para apanhar ar

tempo para mais uma chávena de chá (!)

tempo de dizer "até breve!"

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Falta de cultura democrática do ME e Governo


Santana Castilho faz um claro alerta, sem saber , provavelmente o que já está a acontecer, mas que ele adivinhava:

- Abaixo-assinado contra medida do ME já circula no agrupamento
Professores reagem a eventual destituição do CE de Santo Onofre
01.04.2009 - 11h42 Graça Barbosa Ribeiro
Ao agrupamento de onze escolas de Santo Onofre, nas Caldas da Rainha, ainda não chegou a informação oficial de que o Ministério da Educação tenciona destituir o Conselho Executivo (CE) e substituí-lo por uma Comissão Administrativa Provisória, mas os professores já reagiram.
http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1371990