segunda-feira, 28 de julho de 2008

A quem incomoda "O Jumento"???

Na minha segunda , terceira ou quarta, já nem sei bem! visita ao blogue http://www.educar.blogspot.com/ encontrei - já tinha lido uma alusão ao caso, mas não tinha ainda tido tempo de reflectir sobre o assunto! - este post http://educar.wordpress.com/2008/07/28/yo-no-creo-en-brujas/ .


Li-o com a boca aberta, sem querer acreditar... e passei ainda por aqui http://wehavekaosinthegarden.blogspot.com/2008/07/blogs-sob-ataque.html e realmente fico a perceber que estamos a assistir a uma estranha ingerência e intromissões, no meu entender, muito perto da censura, em alguns blogues, muito provavelmente , porque há pessoas que não gostam de ler opiniões diferentes das suas. Porque será?


Quem será que procede a estes reparos e condenações? Por que razão o BLOGGER aceita toda e qualquer "censura"???
Quem quiser entrar em O Jumento ( http://jumento.blogspot.com/) vai encontrar este interessante aviso!

sexta-feira, 25 de julho de 2008

Acordo ortográfico - Rui Tavares


Público de 22/07/2008
A promulgação do Acordo Ortográfico, um dia destes, pelo Presidente da República aconteceu sem ondas nem choques. A notícia foi dita/lida nas TVs secamente. Nenhuma palavra a mais, nenhuma palavra a menos, comentadores , nada (que eu tivesse lido ou ouvido, apenas Vicente Jorge Silva na SIC notícias lamentou essa promulgação) , tudo de vento em popa sem tempestades nem ventanias adversas, com aquela sensação portuguesa "depois se vê" ou com aqueloutra "a ver se (não) pega" ou a sensação amarga de "eles lá resolvem sem dar cavaco ( e esta não é piada nenhuma!) a ninguém, porque aprovam tudo o que querem."

Afinal a culpa foi de D. João VI - Nuno Pacheco


In "Público" desta semana, um dia destes ...
E ainda a propósito, no DN online
AS CONTAS E OS NÚMEROS DO ACORDO ORTOGRÁFICO
António Emiliano
Linguista - Universidade Nova de Lisboa
único documento oficial favorável ao Acordo Ortográfico de 1990 (AO) que se conhece é a "Nota Explicativa do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (1990)" (anexo II do AO). Essa Nota contém, para além de múltiplas deficiências técnicas, lacunas graves: menciona estudos preliminares que ninguém viu e que não estão disponíveis, e refere dados quantitativos que ninguém pode verificar.
A Nota Explicativa defende, nomeadamente, o baixo impacto das mudanças ortográficas através de percentagens (menos de 2% de palavras afectadas pelo AO) calculadas a partir de uma lista de 110 mil palavras (de estrutura e composição desconhecidas) pertencentes ao "vocabulário geral da língua", ignorando a) as frequências das palavras, b) as formas flexionadas das mesmas e c) a possibilidade de todas as palavras afectadas formarem combinatórias com outras, i.e., termos complexos, designações complexas, etc. É uma avaliação desprovida de método rigoroso e de base científica séria: a consideração eventual das frequências, das flexões (cada verbo tem mais de cinquenta formas distintas), das prefixações (atestadas e virtuais) e das combinatórias alterará radicalmente os números do impacto ortográfico do AO.
Ler notícia completa aqui:
E depois uma pessoa ainda se espanta com certas decisões, promulgações etc. e tal, não é?

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Chips nas matrículas ... e ainda não no SER HUMANO! Até quando?



Editorial do Público ( em papel) de 21 de Julho de 2008

José Manuel Fernandes


Os senhores deputados na Assembleia da República não se incomodam com "chips" nos outros, porque acham que nada do que aprovam lhes diz respeito. Acham, com certeza, a liberdade de movimentos e a liberdade de pensamento e expressão qualquer coisa de outras eras e outros mundos... valores a "abater". O cidadão comum, acha tudo bem, come e cala, já que todas as acções deste género (limitativo de qualquer liberdade) são apresentadas sempre em nome da segurança. E, em nome da segurança, (quase) todos aceitamos tudo, sem parar para pensar!



O último argumento é ( tão a propósito!!!) que, se a Maddie, já trouxesse um "chip" incorporado, teria sido mais facilmente localizada... como se os criminosos não tivessem sempre pelos tempos fora modos de dar as voltas à situação... E, com este argumneto, facilmente os Pais sujeitarão os filhos à instalação de um chip... em nome da segurança... da segurança de quem???



O Editorial de José Manuel Fernandes diz tudo o que penso, que já tinha comentado em família e que gostaria de ter escrito antes dele...

( "Um dia vamos estar todos chipados. Como cães ou ovelhas." Eu diria antes como carneiros bem amestrados...a não pensar!)

sexta-feira, 18 de julho de 2008

Leituras de Verão

Professores
Será de todo o interesse seguir o conselho de Paulo Guinote aqui expresso. Para que ninguém diga que não sabia nem foi avisado ou desconhecia...

http://educar.wordpress.com/2008/07/17/o-que-faz-falta-a-malta/

terça-feira, 15 de julho de 2008

Mais papistas que o Papa - formadores e Conselho Científico

Eu leio as Recomendações

http://www.ccap.min-edu.pt/CCAP-REC_2-2008.pdf

http://www.ccap.min-edu.pt/CCAP-REC_3-2008.pdf

e os "diários intimistas " dos eventuais/futuros coordenadores/avaliadores e penso estar noutra dimensão: parece o paraíso!...

Ora as Recomendações, em vez de simplificarem, ainda vêm complicar, ( análise aqui http://educacaosa.blogspot.com/2008/07/v-quais-agradas-no-quantos.html ) há subjectividade por todos os lados ... e perdoem-me: as palavras delicodoces sobre um assunto ( avaliação) que traz ( quase - que os futuros avaliadores andam todos muito satisfeitos, os que eu conheço!) toda a gente angustiada e a antecipar ambientes de cortar à faca soam-me muito estranhas... as pessoas dizem que não concordam, mas está tudo a preparar-se para não fazer mais nada senão papelada: quando esperam ensinar??? E aprender?...


Entretanto 50 000 vagas para cursos profissionais são criados... avaliação dos anteriores?

sexta-feira, 11 de julho de 2008

Escravo, coitadinho!!!...

O Presidente da FIFA (Federação Internacional de Futebol Association ), Joseph Blatter considerou ontem ( ou anteontem nem sei bem que as Tvs repetiram até à exaustão tal afirmação que até parece que passaram dias!!!) e, a propósito da vontade de um jogador, dito o melhor ou dos melhores jogadores do mundo (!!!???), Cristiano Ronaldo, sair do Clube com quem assinou um contrato de , creio, quatro anos, o Manchester United para o Real Madrid, o seguinte:
"Acho que existe muito de escravidão moderna no mundo do futebol quando o assunto é a transferência de jogadores."(declaração de Blatter em entrevista à emissora de TV britânica Sky News.)
Eu fiquei pasmada:
1º fui logo ao dicionário ver se o significado de escravo, escravizar e escravatura tinha mudado, mas não: escravo continua a ser "aquele que , privado de liberdade, está submetido, à vontade absoluta de um senhor, a quem pertence como propriedade"( Dicionário Houaiss);
2º deriva daí que, tendo o citado jogador assinado um contrato e (diz, hoje, o Clube “Todos os nossos jogadores, como em outros clubes, comprometem-se com os seus contratos após uma negociação aberta e livre. A maioria deles fazem-no depois de serem aconselhados por um agente registado na FIFA”, revelou um porta-voz dos “red devils” ( Público online) o fez sem ninguém a apontar-lhe uma arma à cabeça, o conceito de escravatura, mesmo em sentido figurado não se lhe aplica;
3º desde o princípio dos temos até hoje, um escravo nunca usufruiu de nenhum salário, muito menos de um salário tão imenso como escandaloso ( «o director de comunicação da UEFA, William Gaillard, admitiu que os salários dos jogadores estão a entrar numa “espiral fora de controlo”, mas disse “ser conveniente recordar que os escravos, em todos os sistemas de escravatura, nunca receberam um salário”»Público online) ;
4ºas vedetas têm este condão de fazer perder a cabeça a quem mais a devia ter assente, aliás o vedetismo passa, a ganância é má conselheira e, muitas vezes, quem ao mais alto sobe, ao mais baixo vem cair, e as víboras que mordem a mão que os ajudam nem sempre sobrevivem bem ( esse menino nunca seria o jogador que é , sem a escola do Manchester ou alguém tem dúvida?);
5ºo rapazinho está tão infeliz e escravizado que nem sequer teve dinheiro para ir para férias; os órgãos de comunicação social também o endeusam de tal maneira que ele se acha acima de toda e qualquer lei; já só faltava o sr. Blatter vir em socorro do menino...e lançar a confusão e o caos.


Por tudo isto, sinto ser chocante e indigno esse tipo de afirmação, não conseguindo compreendê-la nem à luz da maior tolerância para com uma pessoa de quem deviam emanar recomendações de equidade e transparência. Mas há pessoas que , perante os mitos de ouro do momento, perdem a cabeça e usam as palavras e as (ex)pressões para fazer vontades aos meninos mimados, pondo em causa até contratos assinados. Que a palavra dada e um aperto de mão há muito entrou em falência, extinguiu-se!

quinta-feira, 10 de julho de 2008

"Um ano lectivo perdido" por Paulo Guinote


Chegou a hora do balanço de um ano lectivo. Antes de eu ter tido tempo de aterrar, vinda de um lugar de reuniões intermináveis e relatórios sem fim, o balanço aparece feito no Público de hoje , dia 10/07/2008 pelo nosso colega Paulo Guinote. Opinião que nem necessita de comentários.

sábado, 5 de julho de 2008

Resultados dos exames - um sucesso

E, de repente, como que por magia, os resultados das Provas de Aferição são um sucesso, os resultados dos exames do 9º ano outro sucesso, os resultados dos exames do 12º ano outro sucesso ainda maior... Os resultados de Matemática? Só sucesso!!!...

Onde andavam estes alunos tão empenhados e inteligentes? E os Professores tão competentes? ... Não eram os mesmos que existiam antes? Ou vieram todos de outro planeta? Ou os governantes é que andam mesmo a pairar no País das Maravilhas?

E a Cinderela foi ao baile numa carruagem que era uma abóbora...

terça-feira, 1 de julho de 2008

Presidente da Polónia acordou

Depois do NÃO irlandês ao TRATADO DE LISBOA, o Presidente da Polónia diz que ( agora pensou melhor, já não andam a pressioná-lo antes da foto de uma certa foto de família !) NÃO vai assinar o dito tratado ( diz-se nas notícias que o dito está "ferido de morte")...

E esta?

E não venham com a cantiguinha a dizer que não há alternativas e porque assim e porque deixa e porque também... Só a morte não tem alternativa...

Lá vai a "carreira" de alguns...