quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Nova Ministra da Saúde

O Ministro da Saúde que era - e até estava para receber a Medalha de Ouro da Câmara de S. Pedro do Sul - já não é.
Agora passou a pasta a Ana Jorge... em quem muitos têm esperança.
Será???

domingo, 27 de janeiro de 2008

Castedo/Favaios/Alijó

Uma série de telefonemas em que parece estar tudo ensonado, baralhado, confuso!!! Quem mandou o homem cair nas escadas àquela hora da madrugada???...

Como parecia já estar morto, não é importante, não se discute, não se fala...

Mas podia perguntar-se: E se a pessoa não estivesse morta? Mudaria alguma coisa? A pergunta a fazer era esta, digo eu, mas ninguém a fez... E esta questão é que é , a meu ver, terrível... porque a resposta do INEM e dos Bombeiros seria a mesma , àquela hora, naquela madrugada, com aqueles meios...e àquela distância... O sr. Ministro da Saúde devia ir a Castedo, sem o staff da GNR a abrir caminho muito bem estudado anteriormente, pela noite fora, naquelas estradas...

Mas todos ficaram menos incomodados, porque o homem já estava morto. Pronto! E eu repito "E se não estivesse???" Mudava alguma coisa???

sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Professores são profissão em que portugueses mais confiam e a quem dariam mais poder

Reacção da Associação Nacional a sondagem da Gallup
Professores: confiança da sociedade é indicador para Governo parar tentativas de depreciação da classe
25.01.2008 - 14h47 Lusa
A Associação Nacional de Professores considerou hoje que a confiança manifestada pela sociedade portuguesa nos docentes é um indicador para o Governo deixar de contribuir para as tentativas de depreciação do trabalho desta classe profissional.Segundo uma sondagem internacional realizada para o Fórum Económico Mundial, os professores são a profissão em que os portugueses mais confiam e também aquela a quem confiariam mais poder no país.“A população confia nos professores porque é a eles que entrega os seus filhos. A sociedade reconhece a importância do papel da educação dos filhos”, comentou à Lusa João Granjo, da Associação Nacional de Professores.Para o responsável, esta manifestação de confiança pode ser um indicador “para que este Governo, particularmente, não contribua para investidas de depreciação do trabalho” dos professores.Políticos inspiram pouca confiançaEstas tentativas de depreciação acontecem, segundo João Granjo, “quando se procura colar aos professores alguns insucessos da sociedade”.“Mas a sociedade mantém a confiança nos professores. E se confia nos professores é porque esse sentimento faz algum sentido”, acrescentou.De acordo com a sondagem realizada pela Gallup para o Fórum Económico Mundial (WEF), os professores merecem a confiança de 42 por cento dos portugueses, muito acima dos 24 por cento que confiam nos líderes militares e da polícia, dos 20 por cento que dão a sua confiança aos jornalistas e dos 18 por cento que acreditam nos líderes religiosos.

Os políticos são os que menos têm a confiança dos portugueses, com apenas sete por cento.

in "Público" on line.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Parecer do Conselho de Escolas

LER AQUI


http://www.scribd.com/word/view/1461116

Alteração de prazos...normal!!!

AFINAL...

Ministério da Educação altera prazos da avaliação de desempenho dos Professores...

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Normalidade


PROFESSORES

Ministra diz que avaliação está a decorrer com normalidade

A ministra da Educação desmente qualquer atraso no processo de avaliação dos professores. A FENPROF pediu a suspensão do processo de avaliação alegando falta de directrizes mas Maria de Lurdes Rodrigues diz que as orientações já seguiram para as escolas.

in TSF on line


Avaliação de desempenho ->
Na próxima sexta feira serão divulgadas na página do ME as fichas de> avaliação dos docentes.> A contagem dos prazos definidos no artigo 34º do Decreto Regulamentar nº> 2/2008 iniciar-se-á na data de divulgação na internet das recomendações do> Conselho Científico para a Avaliação de Professores.>>>

Aqui http://www.dgrhe.min-edu.pt/ e no Fórum de perguntas e respostas

MAS

Os prazos estipulados no artigo 34.º do Decreto Regulamentar n.º2/2008, de 10 de Janeiro contam a partir da entrada em vigor deste diploma legal. Ver também ‘Guião do processo de avaliação’ (disponível em http://www.dgrhe.min-edu.pt/DOCENTES/Regulamentacao.htm).(Fórum de Discussão -> Avaliação de Desempemho do pessoal docente -> Re: Avaliação de Desempemho - sic - do pessoal docente por r dgrhe - Quarta, 23 Janeiro 2008, 15:47)

quase à mesma hora as duas respostas!!!


Isto é que é normalidade!!!

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Tabaco

Ontem, estive a ver parte ( não consigo assistir a um programa inteiro, não tenho pachorra...) dos Pós e Contras... O sr. Director bem explica o inexplicável... fala, fala , fala, como dizem os outros os Gato Fedorento ( que se afastaram em ano sabático, numa altura tão rica de acontecimentos propícios aos seus comentários!) , não dizem nada ... ou antes dizem o que está na lei, mas , se a lei é obscura ( os portugueses legisladores têm uma habilidade para produzir escritos com várias interpretações) , há uma qualquer matriz de não sei que outra lei... um enredo...

Que a vigilância orwelliana anda aí com grande indiferença de muitos, anda... que tudo é radical, é o que me parece , a mim, simples mortal e leiga e não fumadora...

Por enquanto ainda não nos entram em casa... ou entram??? POR ENQUANTO....

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

Legislação a sair todos os dias do ME

Não sei se fale do Hospital de Faro cujas urgências não estão um caos , como dizem os médicos e doentes, mas apenas atravessa um período difícil, segundo o Ministro da Saúde... ( as palavras não foram excatamente estas, mas andaram lá perto!)...

... se volte a falar da Online petition - APELO PARA UMA DISCUSSÃO PÚBLICA ALARGADA DO MODELO DE GESTÃO DAS ESCOLAS PÚBLICAS.

... se fale da Lei nº 3/2008... ( alunos)

... se do Decreto Regulamentar 2/2008 ( avaliação de desempenho dos docentes) e do desânimo que anda a atingir muitos Professores que não têm tempo útil para dar vazão a tanta leitura legislativa, a tanta confusão, a prazos curtos e cheios de constrangimentos, omissões e contradições, especialmente, não têm tempo de processar tanta informação, nem tempo necessário para preparar as suas aulas; da família de cada um já nem se fala... e andamos nós a pregar aos EE que devem dedicar mais tempo aos filhos...

... se ao Decreto Regulamentar 3/2008 ( define a prova de avaliação para aqueles que ainda tiverem coragem de entrar na profissão - docência)...

... se do módulo " Cidadania e Segurança" ( Formação Cívica) que chegou há pouco - eu não digo que lá pelo ME acham que o ano lectivo coincide com o ano civil???) - obrigatório para o 5º ano...

... se feche os olhos ...

... e esqueça tudo isto...

... e sonhe que chegou a Primavera e ando é a ter muitos pesadelos... e que isto vai passar...

sábado, 19 de janeiro de 2008

Estatuto do aluno - NOVO - LEI nº 3/2008


Agora, fiquei mesmo contente e tranquila... Gostei mesmo de ler...

Assim, à primeira vista e, sem ter lido o Despacho, Decreto , Portaria ou equivalente a não ser em diagonal( ainda nem acabei de ler bem tudo aquilo que foi chegando este mês... e hoje é só dia 19 de Janeiro, acho eu que os meus dias têm sido tão cheios que valem por dois , só em questões de papelada para ler... Eu acho que muita gente nem teve Natal... pois: não têm família, nem outra vida para além dos Despachos, saem-nos depois assim despachados...)

Aqui http://www.min-edu.pt/np3/1571.html diz que a autoridade vai sair reforçada (???!!!).

Mas eu estou com muitas dúvidas e acho tudo muito confuso. Serei só eu?

Por que razão as Leis e tal estão todas a sair agora, que começou o ano civil e, para quem não sabe, não coincide com o ano lectivo???

Depois, em vez de publicarem uma Lei nova e pronto, revogam-se uns pontos , mantêm-se outros, é uma mantinha de retalhos, lê dali, lê daqui e d'além...

E, como nem os Professores tinham ainda nada que fazer, que estes anos todos , no meu caso , quase trinta e cinco, andaram para aí na malandragem, nem os Directores de Turma e outros, agora vai entreter-se a elaborar Provas de Recuperação... para os alunos que faltam...

...e os alunos que cumprem SEMPRE, que ganham eles???

Desculpem lá... estava o dia tão bonitinho e eu ponho-me a ler estas notícias... Também não tenho juízo nenhum...

Ah a notícia é do "Público" de hoje, dia 19 de Janeiro de 2008...

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Decreto 2/2008

Ando a mastigá-lo, ao Decreto 2/2008.

Devagarinho para não me provocar uma indigestão muito grande...

Ou uma congestão.

Ou os neurónios fundidos...

Ou a revolta. Ou a incredulidade. Ou o espanto.

Não estamos "em genuflexão" como disse algures o Professor Santana Castilho. Estamos de rastos. Trucidados por uma máquina infernal, incoerente, bizarra...

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Manobras de F16

Ontem à noite, dia 16 de Janeiro, dois F16 atordoaram os céus das Beiras ( Alta e Baixa) pelo menos…
Em exercícios, manobras e afins…


Provocaram danos ( vidros partidos, por exemplo) e muito susto…

Será que a Força Aérea pensava que afinal o deserto morava aqui???

terça-feira, 15 de janeiro de 2008

Hospital privado em Chaves

Não tem nada que saber:
HOSPITAL PRIVADO EM CHAVES...
para já!!!

domingo, 13 de janeiro de 2008

Mesmo que nem sempre se concorde...


Mesmo que nem sempre se concorde...


... DÁ QUE PENSAR... OU NEM POR ISSO???
Vasco Pulido Valente
in "Público" - domingo, 13 de Janeiro de 2008

... os portugueses (...) Não aprendem.


António Barreto
"Público" , domingo, 13 de Janeiro de 2008

Petição - MODELO DE GESTÃO DAS ESCOLAS PÚBLICAS

Online petition - APELO PARA UMA DISCUSSÃO PÚBLICA ALARGADA DO MODELO DE GESTÃO DAS ESCOLAS PÚBLICAS

sábado, 12 de janeiro de 2008

Decreto Regulamentar 2/2008

Decreto Regulamentar 2/2008
artº 3º
3 — A aplicação do sistema de avaliação de desempenho
regulado no ECD e no presente decreto regulamentar deve
ainda permitir:
a) Identificar o potencial de evolução e desenvolvimento
profissional do docente;
(................................................................)




Só posso estar feliz com a aplicação deste Decreto... Ainda prevêem que eu, aos 57 anos, com (quase) 35 anos de trabalho , tempo em que ninguém quis saber nem dos meus alunos nem de mim absolutamente para nada, tenha um potencial de evolução e desenvolvimento profissional!!!... Quem havia de dizer??? É, como diz o outro: aprender até morrer!!! ... OU HÁ AQUI UM TRUQUE QUALQUER???

sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Aeroporto ... Alcochete

Afinal, nem OTA, nem Portela + um ...

Alcochete...

Dá que pensar, não dá???

As razões que eram dadas como boas para a construção do aeroporto na Ota parecem ser as mesmas que são óptimas para o futuro do aeroporto de Alcochete/Montijo...
Parece... que eu , por muito que me expliquem já nem entendo nada...


E o TGV em projecto também já nada por aí a mexer... nos papéis...

quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

SURPRESA!!!

O primeiro-ministro afirmou hoje que recusou o referendo e optou pela ratificação parlamentar do Tratado da UE por “ética da responsabilidade”, alegando que até seria vantajoso para o executivo ir a votos numa consulta sobre a União Europeia.
in http://www.publico.pt/


... como se ninguém estivesse à espera desta decisão... ainda estou de boca aberta da supresa!!!

segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

Sócrates e a liberdade


... não fui eu que escrevi, mas tenho pena...
Para ler, clicar sobre o texto.

domingo, 6 de janeiro de 2008

Sem fronteiras ou nem por isso...

Fuentes de Oñoro, Espanha, a seis passos da fronteira: fila de carros portugueses a atestar os depósitos: gasóleo 1. 058 euros ( um euro e cinco cêntimos ponto oito)/litro ; três empregados sempre a aviar...

Vilar Formoso , Portugal, a dois passinhos da fronteira: bombas fechadas, tristes, abandonadas. Desactivadas.

Preço do gasóleo em Portugal : 1.212 euros ( um euro e vinte e um cêntimos ponto dois )/ litro até talvez amanhã...

sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

De urgências a consulta aberta e fica tudo na mesma - Fundão

E acabo de ler ( Lusa) :

“Uma consulta aberta no Hospital do Fundão tem uma taxa moderadora de 2,10 euros, mais baixa que os 7,85 euros de quando se chamava serviço de urgência, disse hoje à Agência Lusa o director do Centro de Saúde, Neves Costa. "Paga-se muito menos, mas o serviço é o mesmo: durante o dia nada mudou no que é prestado ao utente", realça, considerando que houve um ajuste à realidade. ... "

Repito o que já dissemos por mais que uma vez: durante o dia nada se alterou no serviço que era prestado", destacou Manuel Frexes, lamentando que a mudança de nomes tenha provocado desconfiança junto da população. "Toda a gente pode continuar a recorrer ao Hospital do Fundão, mesmo em casos urgentes", sendo depois decidido se ficam na cidade ou a gravidade implica encaminhamento para a Covilhã, "tal como acontecia antes." ( o sublinhado é meu)


Conclusão: não sei que diga mais!!! Parece mais uma brincadeira, mas , apesar de o Carnaval ser mais cedo este ano, há assuntos com os quais não se devia brincar!!!

Peso da Régua, Anadia - urgências

O Senhor Presidente da República considerou que o Ministério da Saúde devia explicar melhor aos portugueses a sua política… Não foi por estas palavras , mas creio que foi isto. Então o senhor Ministro da referida pasta veio explicar. Mas, se calhar, o melhor era não explicar nada, porque ficámos todos ( eu fiquei!!!) todos ensarilhados, quer dizer , metidos em sarilhos maiores do que já estávamos e os neurónios feitos num oito… . O senhor Ministro siga-me, se faz favor: o doente estava ali ao lado da ambulância do INEM. Não podia ser logo socorrido, porque tinha ( o familiar) que fazer a chamada para o 112. A chamada demorou quinze ( 15) minutos a chegar ao destino, a ambulância ao lado do doente… e o senhor Ministro acha normal??? E se o doente estivesse na sua casa , na sua freguesia, lugar ou lugarejo do concelho de Peso da Régua que tem umas belas ( e tem, mas para passear sem pressas!!!) estradas para ambulâncias andarem a correr??? Esperava 15 minutos pela chamada , deslocava-se a casa do doente, tirava o doente de casa, ( quanto tempo??? Mais x tempo) a não ser que ele esperasse à porta para adiantar serviço, fazia o caminho ( quanto tempo? Mais y tempo) até ao Hospital ( qual? ) talvez directamente para Vila Real que é logo ali apanhando mais uma auto-estrada dessas que aproximam as pessoas do que é importante para elas e está cada vez mais longe, e saía da auto-estrada e lá ia por aquelas ruas de Vila Real… Oxalá chegue a tempo, se a urgência não for grande…


Quanto a Anadia, percebi bem? Está prometido ( oh promessas … palavra doce…e fatal…) um novo Hospital ( a sério?) e então fecha-se o antigo, mandam-se as pessoas para Coimbra ( 27 ) vinte e sete minutos ( que rapidez de ambulância!!!) – as pessoas devem estar na Nacional 1 já à espera da ambulância, digo eu… e depois constrói-se o novo Hospital ( quando? Quando?) e as pessoas voltam a ser atendidas em Anadia… Realmente, haja quem compreenda… Eu estou muuuuuito lenta. Oxalá as ambulâncias andem mais rápido, quando o Senhor Ministro necessitar…com urgência.

quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Breve balanço... à minha maneira

A ASAE ( Autoridade de Segurança Alimentar e Económica) vai velando pela nossa saúde... onde estaríamos nós , se não existisse? Aliás, até me admira que haja portugueses com mais idade que ela...

Também para nossa segurança, construíram-se estradas, todas elas cheia de ratoeiras - obras, desvios, mais obras, obras pequenas, grandes e médias, inacabadas, que começam , que nunca mais acabam ... o IP3, por exemplo , é todo ele uma ratoeira!!! Construíram-se itinerários principais, complementares, auto-estradas... para aproximar as populações... e aí se instalou outra ratoeira: começou a considerar-se que estavam todos tão perto que não eram precisas tantas escolas, tantas hospitais, tantos postos da GNR, tantas urgências, tantas esquadras da PSP... um dia não serão mesmo necessários, não haverá lá ninguém...ou quem ficou, ainda está mais esquecido, quer dizer as auto-estradas ficaram óptimas para se fugir de certos lugares...

A lei anti-tabaco... também era, seria, será pela minha saúde... mas até os jornalistas parecem andar à caça de quem não cumpre...logo nos primeiros dias do ano... já o meu avô dizia, que o que é demais é moléstia ( isto é doença e eu acrescento obsessão, fanatismo) !

Também pela minha saúde e segurança, vigiam-me a toda a hora em todos os lugares, quando eu não pedi para ser vigiada... não gosto nem quero!

Cresce a cultura da denúncia: denuncie-se quem fuma ali, quem não faz assim, quem não faz assado...

Aumenta o pão, o leite, os transportes, o gasóleo ( ah deste já nem se fala que já é hábito quase diário!!!) e aumenta tudo por arrastamento...

E creio que é tudo pela minha saúde e segurança...