segunda-feira, 2 de novembro de 2009

nova Direcção do "Público"

Aconteceu o que fora anunciado: José Manuel Fernandes abandona a direcção do jornal "Público"; a nova directora Bárbara Reis e o grupo editorial do "novo" jornal escrevem, entre vários anúncios, que vão "estar obcecados com a isenção..." e que os editoriais não serão assinados. Eu pasmo: como poderá ser uma coisa destas ? Como é que aquelas pessoas todas vão estar todas de acordo sobre todos os editoriais? Terá, com certeza, muito valor Bárbara Reis , os elementos da direcção, o grupo editorial, mas parece-me que não lhes fica bem nem darem a cara nem o nome aos seus escritos (ou tudo ao molho e fé em Deus serve alguns interesses interessantes?) e , nas entrelinhas, terem deixado uma crítica subtil a José Manuel Fernandes, o seu antecessor. Parece que se esqueceram do provérbio "Depois de mim virá quem de mim bom fará"... a ver vamos...
Muitos dos comentários que ontem li no "Público" online a este propósito, congratulavam-se com a saída de José Manuel Fernandes; outros nem por isso... eu também não... não irei a correr ler os editoriais escritos por ele próprio, Manuel Carvalho ou Nuno Pacheco, porque esses editoriais só poderão ser uma salgalhada anónima, esperemos que não encomendada.

Sem comentários: